segunda-feira, 2 de maio de 2011

#39 Quem inventou o amor?

- Mas tu sempre te atrasa, hein.
- Perdi o ônibus! Ainda tem tempo até o filme começar?
- Tem sim, uns vinte minutos. Só não dá tempo pro sorvete. Tá vermelha por quê?
- Nada, só um pouco de calor. Compra uma água pra gente?
- Só se tu me der um beijo antes.
- Ah, que saco, começou cedo a encher! Tá bom, eu mesma compro.
- Haha, tá, eu vou ali. Depois te cobro o beijo.
- Não enche o saco.
...
- Tua água, e já comprei o nosso ingresso.
- Obrigada, quanto te devo?
- Com o beijo de antes, acho que já são dois.
- Converte pra reais.
- Não dá, mas aceito um abraço bem apertado.
- Esse 'preço' sim!
...
- É, um abraço de qualidade. Tá vermelha por quê?
- Não tô vermelha!
- Tá sim, e agora parece que vai explodir.
- Ah, cala a boca e não enche.
- Tu ficas uma graça com vergonha, assim.
- Eu nao tô com vergonha!
- Então me dá um beijo.
- Essa brincadeira já perdeu a graça. Vem, o filme vai começar e quero pegar um lugar bom.
- .... tanto faz o lugar, sendo do teu lado tá bom.
- Como tu és bobo!
- Um bobo apaixonado.
- Apaixonado, sei. Por quem?
- Uma garota boba que fica racionando beijo e acha que eu tô brincando. Shh, o filme vai começar!
- ...!


[Dedicado a todos aqueles cujas brincaderas têm um fundo de verdade.
.
Acordei meio 'coisas meigas' hoje, ok.]

Um comentário: